Conhecendo o maior toboágua do mundo no parque "Aldeia das Águas"

Admito que nunca tinha ouvido falar no "Aldeia das Águas" até no último mês, quando minha irmã juntou um grupo de amigos para visitar o parque, que fica localizado em Barra do Piraí, a 150km do Rio de Janeiro - cerca de 2 horas de carro. A atração que me convenceu a seguir na aventura foi o "Kilimanjaro", o maior toboágua do mundo (adoro fortes emoções). Nas dependências do parque, há um hotel, para quem quer aproveitar as piscinas por mais tempo.
Foto de divulgação


Chegamos por volta das 11h e observei que o estacionamento estava lotado. Minha irmã foi trocar os ingressos comprados online. No site do parque, o ingresso de adulto custa R$120,00, todavia, encontrei promoções no peixeurbano e no hotelurbano.

Deixei meus pertences em uma cadeira (para quem for só, tem a opção de alugar um armário) e segui para um toboágua de pequeno porte com minha sobrinha. No início, ela estava receosa, pensou em desistir, mas acabou descendo. Fui logo atrás e imaginei seu desespero na descida! Embora não fosse tão alto, nas curvas a pessoa quase voava.


Toboágua decorado com serpentes

Posteriormente, caí na maior cilada do parque: a tirolesa. Aparentemente a fila não estava longa, mas perdi 3 horas ali. O sentimento de raiva era compartilhado por todos. Depois de 1 hora na fila ninguém tinha coragem de desistir. Já com os olhos anuviados, minha sobrinha lembrou de mim e foi levar um salgadinho e um copo de refrigerante.


A maioria das pessoas na fila estava em uma excursão, que terminaria por volta das 17h, sendo que conseguimos descer na tirolesa apenas 15h!!! No fim, o passeio é interessante, pois sobrevoa o parque, mas não leva 1 minuto. Não consegui conhecer tudo em decorrência da perda de tempo.



Ao descer da tirolesa, observei que tinha um caminho para o Kilimanjaro (os brinquedos funcionam apenas em determinados horários), que fecharia às 15:30h. O toboágua tem 49,90 metros de altura e foi classificado pelo Guinness Book, edição 2017, como o maior do mundo! O toboágua tem a classificação de "maior do mundo" desde 2005, no entanto, salvo engano, foi construído um toboágua nos EUA com 51 m, mas foi fechado em decorrência de um acidente fatal. Só a título de comparação, o "Insano", famoso toboágua do "Beach Park", tem "apenas" 41 metros.



É preciso um bom preparo físico para subir os inúmeros degraus. No caminho, me divertia com um grupo de amigos, pois alguns desistiram no caminho e saíram correndo de medo. Sentei na base, liguei a câmera, cruzei meus braços e desci. Há uma sensação de morte, mas é muito rápido, deve levar uns 8 segundos.

Saí de lá esbaforida e eufórica, mas não repeti a dose, pois não sobraria tempo para ver mais nada. Fui procurar minha sobrinha e mudamos de lugar, para um espaço com palco e animação, na frente da piscina com ondas.

Eu, minha sobrinha e uma amiguinha dela seguimos para uma pista com boias e repetimos umas 5 vezes. Depois entramos no "Rio Corrente", que percorre uma parte imensa do parque. Há ainda alguns playgrounds infantis, com a temática da Turma da Mônica.
 
A data está errada, pois visitamos o parque em março/2017




Há lanchonetes, sorveteria, loja de doces, bares molhados, mas acabei comendo um sanduíche vegetariano no "Subway". Antes de comer é preciso adquirir crédito na "central de crédito" e pegar um cartão. Todo o pagamento é feito com o cartão adquirido no parque. Giovana (minha sobrinha) ficou empolgada com "a maior loja de Fini do Brasil".




Share:

0 comentários:

Translate

Instagram

Publicidade

Booking.com

Marcadores